Notícias

Belém retoma a vacinação normal nesta segunda-feira (24)

Após o feriadão de Tiradentes, a Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), retoma nesta segunda-feira, 24, a vacinação contra covid-19, influenza e com os imunizantes de rotina. São mais de 60 pontos de atendimento em Belém, das 8h às 17h. A imunização é gratuita para a população. 
Além da Sesma, o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Município de Belém (Iasb), no Marco, também faz parte na 25ª Campanha Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. A vacinação no Iasb é aberta para todos os servidores da Prefeitura de Belém e à população em geral.
+ Vacina bivalente: veja quem deve se vacinar na Grande Belém
Alerta – A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza de 2023 foi aberta, em Belém, pela Prefeitura Municipal dia 30 de março, dez dias antes da data prevista pelo Ministério da Saúde. O público-alvo neste primeiro momento são idosos com 60 anos ou mais e crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias.
Porém, desde o início da campanha, o número de crianças imunizadas na cidade permanece baixo. Levantamento realizado pela Sesma mostra que apenas 9,35% de crianças que se enquadram no público-alvo foram imunizadas, o que corresponde a 8.942. Os números estão longe da meta da Prefeitura, que é vacinar 95.592 crianças nesta faixa etária.
+ Semana é de vacina contra Covid e Influenza em Belém; veja!
Sesma – Pela Sesma está disponível o reforço com a bivalente para quem já recebeu pelo menos duas doses da vacina covid-19 monovalente como esquema primário, para os seguintes grupos prioritários:
– Adultos de 40 a 59 anos sem comorbidade;- Pessoas de 12 a 59 anos com comorbidade;- Idosos com 60 anos ou mais;- Gestante e puérperas (até 45 dias pós-parto);- Trabalhadores de saúde:- Imunossuprimidos (a partir de 12 anos de idade);- Pessoas com deficiência permanente (a partir de 12 anos de idade);- Indígenas, ribeirinhos e quilombolas (a partir de 12 anos de idade);- Pessoas vivendo em instituições de longa permanência a partir de 12 anos e trabalhadores desses locais;- População privada de liberdade e adolescentes cumprindo medidas socioeducativas;- Funcionários do sistema de privação de liberdade.
A Sesma reforça que, para receber o reforço da bivalente, a pessoa deve respeitar o intervalo de quatro meses da última dose recebida. As pessoas diagnosticadas com covid-19 devem aguardar 30 dias após o fim dos sintomas para receber a vacina.
MonovalenteA vacina monovalente está disponível com os imunizantes Pfizer adulto, Pfizer pediátrica, Pfizer baby e Coronavac, para os seguintes grupos:
Pzifer adulto – Pessoas de 12 a 17 anos, com aplicações da 1ª dose, 2ª dose e a 1ª dose de reforço;- Pessoas de 18 a 59 anos, para aplicação da 1ª dose, 2ª dose, 1ª de reforço e a 2ª de reforço; e- Pessoas com 60 anos ou mais, para 1ª e 2ª dose.
Pfizer baby – Para iniciar esquema em crianças com comorbidade, na idade de 6 meses a 4 anos; e- Para completar esquema de crianças de 6 meses a 4 anos, com ou sem comorbidade e que tenham iniciado o esquema com a mesma vacina. – Para crianças de 6 meses a 2 anos sem comorbidade iniciarem esquema.
Pfizer pediátrica- Para crianças de 5 a 11 anos, 1ª dose, 2ª dose e 1º reforço.
Coronavac- Crianças e adolescentes de 3 a 17 anos que precisam fazer a 1ª dose, 2ª dose ou a 1ª de reforço; e- Pessoas de 18 a 59 anos, para fazer 1ª dose, 2ª dose, 1ª de reforço ou a 2ª de reforço.
InfluenzaA Sesma informa ainda que, desde o último dia 3 de abril, novos grupos passaram a ser prioritários para a vacina contra a Influenza. São eles: puérperas, gestantes, pessoas com comorbidades e trabalhadores da saúde. A campanha foi iniciada no último dia 30 de março, priorizando pessoas com idade a partir de 60 anos e crianças de 6 meses a 6 anos.
DocumentosOs documentos necessários são a identificação com foto e cartão de vacinação.
Iasb – De segunda a sexta, pela manhã, o Iasb vacina os grupos prioritários contra influenza. Além das vacinas da campanha, o Iasb possui uma sala de vacinação de rotina, para atualização do calendário básico de vacinas em crianças e adultos.
O espaço é aberto aos servidores e população em geral. E, pelo segundo ano consecutivo, o Iasb participará do dia D da Campanha de Imunização, que acontecerá em maio.
Os grupos prioritários para vacinação contra influenza são: idosos com 60 anos ou mais; crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes e puérperas; povos indígenas; trabalhadores da saúde; professores das escolas públicas e privadas; e pessoas com comorbidades e com deficiência permanente.
Além das forças de segurança e salvamento e armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, além de portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; e população privada de liberdade. 

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo